Return to site

O que é a vida eterna?

por Victor Vieira

· Igreja Na Cidade,Victor Vieira,ABaseOrg

Na semana passada, conversamos sobre uma bendita esperança que lança fora o medo de morte e nos coloca no lugar de aguardo pela imortalidade e pela eternidade. A vida eterna é parte da nossa esperança.

“E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.” (Jo. 17:3)

Jesus define a vida eterna como conhecer a Deus—e a opinião de Jesus deve ser importante para nós. Ele disse que a vida eterna não é uma quimera e fantasmagórica; não é só cantar, tocar harpa e adorar. Nela, existe um aspecto inesgotável chamado conhecimento de Deus.

É importante falar sobre isso, porque ter perspectiva eterna gera perspectiva no agora. O final das coisas e como enxergamos o futuro nos motiva e nos dá expectativas para o hoje. Às vezes, em meio ao cansaço, é só isso que vai nos levantar.

O conhecimento de Deus, saber quem Ele é, é nossa recompensa superior. Isso é satisfatório e desesperador ao mesmo tempo, porque, agora, estamos conhecendo a Deus, mas, também, estudando o inestudável. Nunca cobriremos a matéria Deus por completo. Aqui vemos a necessidade de uma vida eterna.

A excelência do conhecimento de Cristo Jesus

“E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo.” (Fp. 3:8)

Paulo viveu de conhecimento de Deus. Ele disse que nada importava para ele, senão a excelência do conhecimento de Cristo Jesus. Isso era seu objetivo de vida, a sua maior ambição. Tudo era nada, mas este aspecto era tudo.

Com base na colocação de Paulo, precisamos nos questionar:

  • O que você conhece sobre Jesus é excelente? É fascinante? 
  • O que você diz que Ele é? 
  • A soma dos seus pensamentos sobre Jesus faz com que Ele seja excelente a ponto de nada mais importar? Ou Ele é apenas uma parte da sua vida, um entregador de bênçãos, um conselheiro? 

Muitas pessoas usam Deus, porque Ele tem todo o poder. Paulo falava, entretanto, do viver a vida eterna hoje, mergulhando no conhecimento de Deus. Não é preciso morrer para experimentar a eternidade.

Para alguns, a eternidade significa finalmente viver bem. Na verdade, porém, a vida eterna—e a nossa vida de fato—começa aqui, quando conhecemos a Deus e conseguimos defini-lo, caracterizá-lo e falar sobre a pessoa de Jesus.

Quando amamos alguém, nos interessamos pelos detalhes da vida dessa pessoa. Se você diz que ama mas não conhece, é como amar da boca para fora. O que você conhece sobre Jesus faz com que outras pessoas queiram conhecê-lo?

Vida eterna é dedicar a vida a conhecer a Jesus

Quando João falava sobre Jesus, não falava sobre um ser, mas sobre Aquele que era desde o princípio (I Jo. 1:1). Ele falava como o conhecia—o Eu sou, o que era antes de Abraão. Ele reconhecia a história passada dele, as teofanias. Ele falava sobre Jesus, o homem real que é imagem do Deus invisível, o eterno.

Jesus tem uma história eterna antes da criação do mundo, antes da encarnação, de se tornar homem. Ele tem uma história exemplar como homem. Agora sua trajetória no céu e no futuro, sua história sempre será eterna, e enfim estaremos eternamente ao lado Dele. Ninguém tem a mesma trajetória que Ele. Ninguém fez o que Ele fez. Ele é incomparável.

Adoração dia e noite é a única resposta possível

diante da revelação de quem Deus é.

Se estamos fascinados pela sua majestade e glória, adoração não é fardo ou grande esforço, mas a única possiblidade.

Na Palavra, alguns textos mostram definições de quem Jesus é e as reações possíveis para elas.

1. Jesus, o Eu Sou (Jo. 18:4-6). A glória e o esplendor de quem Ele é não nos permite nos conter e sustentar; nos rendemos e caímos. A revelação perfeita na sua Palavra precisa transformar nossas vidas.

2. Cristo, o Filho do Deus vivo, cheio de beleza (Mc. 9:1-3, 6). O que sustenta a Igreja é a sua opinião a respeito de quem Jesus é. Isso nos dá firmeza e solidez. A única forma de se portar sem falar besteira é demonstrando toda nossa paixão.

3. Carpinteiro, homem de família (Mc. 6:1-3). Vemos Jesus como homem natural, uma pessoa que tinha uma profissão e uma família. Esse aspecto fala sobre o Jesus real que devemos conhecer. Ele é digno da nossa admiração e fascinação. Todo o esplendor dele se tornou carne. O Deus sem medidas se conteve num corpo humano. Isso deve explodir nossa cabeça.

4. Filho do homem que vem em glória (Mt. 25:31). Ele é Pai, amigo, mas também é Rei. Não falamos com um rei de qualquer jeito. Ele é o Rei dá glória, que virá com todos os seus anjos para se assentar no trono da sua glória. Ele é Rei majestoso, glorioso e incomparável em todos os seus aspectos e características. Jesus virá e nós precisamos preparar nossos corações para encarar quem Ele é.

5. Deus grande e incompreensível (Jó 26:26). O Deus que você compreende e possui é assim tão fascinante? Nós estamos mergulhando no estudo do incompreensível e essa é a melhor e mais inesgotável matéria. Há excelência no conhecimento de Deus e no fascinar-se por quem Ele é, e o que sabemos não arranha nem a superfície de tal realidade.

Feitos para conhecê-lo

As pressões da vida nos fazem sentir estagnados e num buraco negro, sem energia para nos dedicarmos a um estudo de algo que não tem fim. Esta é a única coisa possível a se fazer, a única forma de encontrar um norte: gastar tempo na presença de Deus para conhecê-lo.

Descobrir quem Ele é vai interagir com nossas necessidades, porque Ele é tudo que precisamos e desejamos.

Na dedicação, ganhamos sentido, senso de pertencer e entendemos o real objetivo de nossa vida. Uma vida dedicada ao estudo do incompreensível nos leva a compreensão de nós mesmos. A vida faz sentido quando praticamos conhecê-lo, porque a vida eterna é isso. Quando não abraçamos essa realidade, vivemos aquém de nosso destino.

Copyright © 2017 ABaseOrg. Todos os direitos reservados.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly