Return to site

Os valores de Deus a respeito do casamento

Por Victor Vieira

· Victor Vieira,Igreja Na Cidade,ABaseOrg

Texto base: I Timóteo 4: 1–3

Estamos vivendo uma realidade em que o texto de Timóteo está se cumprindo. Muitas pessoas têm se colocado contra o casamento, adotando uma postura de militância contrária à família nos moldes do que foi pensado originalmente pelo próprio Deus. 
Vale a citação de que, quando Deus quis estabelecer o céu na terra, Ele não abriu uma igreja, mas fez um jardim e colocou uma família nele. 
O Espírito revela que, nos últimos dias, pessoas vão se opor ao casamento. Entre as formas de fazer isso estão: 

  • Afirmar que não é necessário realizar cerimônia, mas que pode viver junto sem assumir casamento. Ignoram a importância da transição da vida de solteiro e agora de casado; imaturo e agora maduro. E ignoram a nova postura e mudança de mente que isso exige.
  • Defender que qualquer forma de amor é válida, ou que você pode casar quantas vezes quiser até encontrar a felicidade. Mas não é isso que a Palavra de Deus diz. Ela é bem clara sobre um homem unir-se a uma mulher. 

 O propósito de Deus começa quando um homem se junta a uma mulher e, assim, constituem uma família. 

Gênesis 2:23 e 24 através deste texto Deus celebra o casamento em três etapas:

  • DEIXAR PAI E MÃE: Estabelece a necessidade de uma emancipação sustentável; financeira e emocional, da influência do pai e da mãe/sogro e sogra nessa nova família, etc.
  • UNIR-SE: A ideia aqui é passar da fase de solteiro para a fase de casado, ou seja, uma convergência de pessoas plenas. Com a consciência de que não se trata de um dia de celebração, mas, sim, trata-se do resto da sua vida, com uma nova postura e forma de pensamento. Precisamos entender os valores de Deus para o casamento e vencer a cultura atual. Quando Deus fala para o homem e a mulher se unirem, não está dizendo a respeito da celebração, mas, sim, de entender que o que Deus uniu o homem nunca mais vai separar. As pessoas precisam estar preparadas para ter toda uma vida ao lado de outra. Essa preparação envolve, também, saber com quem vai se unir (qual o perfil, qual o carácter, etc).
  • UMA SÓ CARNE: Finaliza o processo do casamento com o pacto de sangue, após o “Deixar pai e mãe” e o “Unir-se”. Quando as pessoas têm relações sexuais fora do contexto do casamento, estão se ligando, sim, mas fora dos valores da aliança. E posteriormente essa união se torna pior e destrutiva. 

Uma outra realidade é que o casamento não foi feito para sua felicidade. Você tem que ser pleno e realizado mesmo sendo solteiro, através de um relacionamento profundo com Deus. 

 

A aliança do casamento são para filhos de Deus, que são plenos e que entendem que se unindo terão mais chances de cumprir o seu propósito, que é fazer o céu na terra.
 

É tolice esperar que outro ser humano vá te completar, ninguém tem o que Jesus tem. O casamento não é para te completar, você sozinho já tem que estar na direção desse propósito. Alguém que entra na sua casa precisa ver uma “maquete” do céu.
 

O casamento não é uma convenção cultural, mas é um valor instituído por Deus para que dois filhos usem os benefícios e cumpram as demandas dessa aliança. São para dois filhos completos e maduros.

Deus estabelece como funciona o casamento, Ele instituiu a família e a aliança. Ele une as pessoas e determina como funciona tal dinâmica: Havendo quebra da aliança, consequências gravíssimas virão. A melhor postura que uma pessoa pode adotar é nunca quebrar a aliança.
 

Em Mateus 19, Jesus fala que a aliança é indissolúvel, tal como os votos que foram feitos diante de Deus. Qualquer ataque às alianças de casamento terá consequências gravíssimas.
 

Os Fariseus questionaram: “mas Moisés liberou o divórcio”; e Jesus respondeu: “por conta do coração duro de vocês”. Você pode se divorciar à vontade, mas o testemunho de quem se divorcia é um coração duro.

(analise 1Co7:15 para entender que situações de violência, abuso, etc, não se enquadram em dureza de coração, embora não abram exceção para um segundo casamento.)

Ora, quem tem o coração duro está retendo perdão, e fazendo uma ligação com a oração do “Pai Nosso” em Mt 6, sabemos que somos perdoados pelo Pai na medida em que perdoamos.

 

No casamento, precisamos ter uma atitude de prontidão para o perdão. Proporcionalmente igual ao tanto que já fomos perdoados pelo Pai, sabendo que se não oferecermos isso, não vamos receber o que precisamos, tal como descrito na parábola de Mateus 18.

Depois do divórcio, é possível se casar novamente?

Jesus fala que qualquer um que casar com um divorciado está em adultério e expõe a pessoa de quem se separou também ao adultério. Ou seja, Jesus está falando que não há borracha para desmanchar o voto que foi feito diante Dele.
Jesus não alivia para seus discípulos. Ele afirma que no seu reino haverá eunucos naturais, eunucos feitos pelos homens e pessoas que se fazem eunucos pelo Reino de Deus. São pessoas que entendem a preciosidade do Reino de Deus, ainda que isso custe a sua sexualidade, entendendo a preciosidade do casamento.

Voltando ao texto de I Timóteo 4:1-3, observamos que estamos vivendo dias onde algo feito por Deus para trazer o céu para terra está sendo atacado por pessoas que aparentemente são muito próximas às coisas de Deus.
Atacar o casamento não é proibir o casamento, mas distorcer os valores estabelecidos por Deus para ele, afirmando que você pode casar quando quiser, com quem quiser, com quantos quiser, da maneira que quiser, etc.

Somos desafiados

Nossa casa deve ser céu na terra. Podemos fazer isso enquanto somos responsáveis pela nossa casa, mesmo não casados ainda. Independente do contexto que você foi criado, mesmo tendo crescido em uma casa que não era céu na terra, mesmo com uma realidade de abusos e ausências, VOCÊ PODE SER CÉU NA TERRA.

Quando foi explicada a dinâmica do relacionamento de Deus com a Igreja, é usada uma metáfora da família. O propósito de Deus é ter uma família de muitos filhos semelhantes a Jesus. O propósito do Pai é ter essa grande família. 

Precisamos falar com ousadia a verdade acerca desses valores e acreditar no que a Bíblia diz.

Copyright © 2017 ABaseOrg. Todos os direitos reservados.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly